Sábado, 21 de Junho de 2008

A Arte da Antiguidade - Arte Mesopotâmica (4)

 

ARTE PERSA

 

 

A civilização Persa (século III até á sua queda em Ctesifonte, em 640 a.C.) era predominantemente guerreira, característica que se reflete nas suas manifestações artísticas, como a representação de criaturas míticas, fantásticas, quase sempre monumentais, poderosas figuras com cabeça humana e corpo de leão, touro ou águia., simbolizando o seu grande poder militar. O esplêndor da sua arte pode ser observado em ruínas de palácios imponentes e luxuosamente decorados, com jardins internos para divertimento dos soberanos.

 

- A arquitectura teve dois grandes momentos: o primeiro corresponde à dinastia dos Aquemênidas (550 a 331 a.C.), à qual pertencia Ciro, o Grande. Deste período restam as ruínas de Pasárgada. Com a ascensão ao poder dos Selêucidas, as obras arquitectónicas persas receberam uma influência marcante do estilo grego. Esta fase histórica teve início com a conquista da Pérsia por Alexandre Magno em 331 a.C. Mas foi durante a dinastia Sassânida, que se iníciou em 226 d.C. e durou até 641, com a chegada do Islã ao poder, que ocorreu um renascimento na arquitectura. Os principais sinais históricos desta época são as ruínas dos palácios de Ciro e de Dário, em Persépolis, e os de Firuzabad, Girra e Sarvestan e as amplas salas abóbadadas de Ctesifonte; recebeu influências das artes assíria, babilônica, egípcia e grega.

 


Palácio de Dario

 


- Enquanto que, no reinado dos Aquemênidas a escultura teve características monumentais, do período sassânido restou apenas um modelo escultural, a monumental imagem de um rei fantasma, nas proximidades de Bishapur.

- As artes decorativas, durante a primeira dinastia, eram usadas nos artigos de luxo, tais como vasilhas de ouro e prata e jóias trabalhadas.

 

   

    Vaso com quatro dançarinos                         Cabeça de cavalo

 

Moeda em ouro

 

- A pintura sassânida desenvolveu-se amplamente – há relatos sobre milionários persas que decoravam as paredes de suas mansões com imagens de heróis iranianos.

 

       

 

Pintura a fresco

 


-
A cerâmica também imprimiu sua marca na história da arte persa. Já avançada na era dos Aquemênidas, continuou a desenvolver-se na Dinastia Sassânida.

 

 


 

 

Publicado Por Cíntia Pontes às 22:33
Link do Post | Comentar | Adicionar Aos Favoritos '
Sábado, 7 de Junho de 2008

A Arte da Antiguidade - Arte Mesopotâmica (2)

 

ARTE ASSÍRIA

 

- Desenvolveu-se na antiga Assíria, no Norte da Mesopotâmia;

- Infuências sumérias;

- Construções arquitectónicas grandiosas e fartamente ornamentadas com pinturas murais e relevos escultóricos, predominando a construção do Zigurate, que era o centro religioso, cultural e político das cidades assírias; uso do tijolo vitrificado policromático. Os grandes palácios ressaltam o novo interesse por edifícios laicos e retratam a grandeza dos reis assírios. São construídos sobre uma plataforma, têm portas ladeadas por esculturas gigantestas de pedra e aposentos decorados com relevos;

 

 

Baixo-relevo com touro alado com cabeça humana

 

 

- Os assírios foram um povo guerreiro e dedicaram a sua arte a glorificar os seus reis e exércitos; o tipo de trabalho mais importante nesse sentido foram as sequências de painéis de pedra esculpidos com baixos relevos que representavam cenas militares e de caça. Este tipo de relevo narrativo, disposto á volta de salões governamentais e pátios, foi uma das grandes invenções assírias que contruibuíram para o mundo da arte; o trabalho mais caracteristico da escultura assíria foram as esculturas de portais de palácios, impressionantes e mágnificas figuras de guardiões, como touros e leões com cabeça humana, colocadas em ambos os lados de portais arqueados.

 

 Relevo que representa o transporte do cedro libanês

 

 

Publicado Por Cíntia Pontes às 23:03
Link do Post | Comentar | Adicionar Aos Favoritos '
Sábado, 12 de Abril de 2008

A Arte da Pré-História

 

A Pré-História é considerada uma das Eras mais interessantes da história humana e não se encontra registada em nenhum documento escrito, visto que é uma época anterior à escrita. Tudo o que sabemos desta mesma época é o resultado da pesquisa de antropólogos, arqueólogos e historiadores, que reconstituíram a cultura do homem pré-histórico.

 

 

ARTE DO PALEOLÍTICO

 

 Paleolítico inferior:

- Primeiros Hominídeos;

- Caça e recolha;

- Descoberta e controlo do fogo;

- Instrumentos de defesa e caça feitos em pedra lascada, madeira,  ossos e marfim como facas, machados, arco e flecha, anzol e linha.

 

 

Paleolítico superior:

- Pintura - representação de caçadores e animais, de uma dada perspectiva e do modo como os viam, assim como de signos (cujo verdadeiro significado ainda hoje é desconhecido); pinturas rupestres - gravadas em paredes e tectos de cavernas e grutas e em superfícies rochosas ao ar livre, mas em lugares protegidos; materiais mais usados - sangue, argila e excrementos humanos; inicialmente essas pinturas eram executadas com os dedos e posteriormente com pincéis rudimentares de penas ou de madeira

 

  

Cena de caça

Bisão negro

 

Animais diversos

 

 

- Escultura - representaram única e exclusivamente animais e figuras humanas nas quais se nota a ausência de figuras masculinas e a predominância de figuras femininas com seios e ventre volumosos e grandes nádegas (símbolos da fertilidade feminina); objectos religiosos e utensílios domésticos.

 

Bisão com a cabeça voltada para trás

 

         

                                     Vénus de Willendorf

 

 

ARTE DO NEOLÍTICO

 

- O Homem deixa de ser nómada e passa a fixar-se num lugar, tornando-se sedentário;

- Instrumentos de pedra polida, enxada e tear;

- Primeiros passos na agricultura;

- A pintura é utilizada como elemento decorativo e cenas da vida quotidiana. A qualidade das obras é superior, mostrando um maior grau de abstração e a utilização de outros instrumentos sem serem as próprias mãos, como espátulas;

- As esculturas ganham um maior realismo, embora se destaque sempre o primitivismo em todas elas;

- Cerâmica (peças com forma de vasos e conchas, cuja decoração se baseia em motivos geométricos gravados na superfície, á volta do objecto) e tecelagem;

 

Vasilha para cereais

 

 

 Escultura neolítica em bronze

 

- Construções arquitectónicas em pedra, tijolo e madeira;

- Monumentos megalíticos (com grandes pedras monolíticas) como antas e dólmens,  grutas artificiais, menires e cromeleques, relacionadas com o culto dos mortos e com objectivos reliogiosos e simbólicos.

 

Monumento megalítico

 

  

                                                                                  Cromeleque

 

 

Dólmen

 

 

Publicado Por Cíntia Pontes às 20:02
Link do Post | Comentar | Adicionar Aos Favoritos '

« Mais sobre mim '

« Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

« Pesquise neste Blog '

« Posts Recentes '

« Os frescos de Pompeia

« A Arte da Antiguidade Clá...

« A Arte da Antiguidade Clá...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Antiguidade - A...

« A Arte da Pré-História

« Arquivo '

« Março 2009

« Fevereiro 2009

« Janeiro 2009

« Dezembro 2008

« Novembro 2008

« Outubro 2008

« Setembro 2008

« Agosto 2008

« Julho 2008

« Junho 2008

« Maio 2008

« Abril 2008

« Março 2008

« tags

« todas as tags