Domingo, 15 de Março de 2009

A Arte Medieval - Arte Românica em Portugal

 

ARQUITECTURA

 

» Arquitectura religiosa

 

- A arquitectura românica foi introduzida em Portugal no início do séc. XII e prevaleceu até finais do séc. XIII;

- O quadro social, económico e político em que se desenvolveu foi idêntico ao dos outros países europeus, com o acréscimo da afirmação de indepedência do território;

- A igreja românica, símbolo da espiritualidade da época, esteve ligada a uma ordem religiosa, a um mosteiro ou instalada no seio de uma comunidade agrícola. Deste modo, o Românico português possui características fortemente rurais e está ligado à construção de igrejas de reduzidas dimensões, que dependendo da região, se revestiam de maior ou menor qualidade técnica e exuberância formal e decorativa;

 

Igreja de S. Salvador de Resende

 

Igreja de S. Tiago, Coimbra, séc. XII

 

Igreja de Santa Maria do Olival, Tomar

 

Igreja de São Martinho de Mouros, Viseu

 

Igreja de S. Pedro de Rates, Póvoa de Varzim, Séc. XII

 

 

- Apenas em cidades como o Porto, Braga, Coimbra, Tomar, Évora e Lisboa é que as construções, as sés, se revestiram de maior monumentalidade e possuíam grande riqueza e variedade técnica e formal, bastante parecidas com as catedrais europeias. Estas cidades e os mosteiros tornaram-se os principais focos difusores da arte românica em Portugal;

 

 

Fachada principal e vista exterior da abside da Sé Velha de Coimbra, respectivamente, séc. XII

 

Sé de Lisboa, séc. XII: portal principal, traseiras do edifício e interiores, respectivamente

 

 

- Os materiais usados nas construções religiosas, civis e militares foram as existentes em cada região: no Norte do país foi emprege o granito; no Centro o calcário; e no Sul o tijolo e a taipa;

- As igrejas românicas portuguesas, no geral, são caracterizadas pela robustez (dada pelas paredes grossas, pelos contrafortes salientes e pelo uso da pedra aparelhada); pela grande sobriedade e austeridade, a nível formal e decorativo; pelo uso de uma única nave com cabeçeira em abside redonda ou quadrangular, pela cobertura com um telhado de duas águas; pela utilização do arco de volta perfeita; e, sem fugir à regra, pelos relevos didácticos e decorativos, usados interior e exteriormente, e pela aplicação de cachorrada na cornijas;

 


Cachorrada da Igreja de S. Gens de Boelhe, Penafiel

 



Igreja de São Martinho de Cedofeita, Porto, séc. XII

 


Mosteiro de Leça do Balio


Igreja de Almacave, Lamego

 

Igreja se São Pedro, Paços de Ferreira

 

 

Igreja de S. Salvador de Travanca, séc. XIII

 

Igreja de São Pedro de Roriz, Santo Tirso

 

Igreja do Mosteiro de S. Salvador de Paço de Sousa, Porto

 

Igreja de S. Gens de Boelhe, Penafiel

 

Igreja de São Miguel da Gândara, Penafiel

 

Igreja de São Cristovão de Rio Mau, Vila do Conde, séc. XII

 

Igreja de São Pedro de Cete, Paredes

 

Igreja de S. Salvador de Carrazeda de Ansiães, Trás-os-Montes, séc. XII

 

 

 

» Arquitectura civil e militar

 

- Tal como no resto da Europa, as fortificações (castelos com residência ou alcáçova, castelos-refúgio e torres de atalaia ou protecção) tiveram como principal papel a defesa da população em situações de perigo e possuíam as mesmas caracteristicas formais e técnicas;

- Os castelos com residência possuíam uma sólida construção castrense, com aparelho de cantaria lavrado, tendo no seu interior uma residência; apresentavam um aspecto robusto pelo carácter defensivo que possuíam;

 

Castelo de Guimarães

 

Castelo de Pombal, Leiria, séc. XII

 

Castelo de Penedono ou do Magriço, Viseu

 

Torre de menagem do Castelo de Bragança

 

Torre de menagem e ruínas do Castelo de Monsaraz

 

 

- Os castelos-refúgio tinham como principal função acolher os povos em perigo; eram construídos em sítios estratégicos como locais rochosos e propícios e não se encontravam muito afastados das povoações, para que a protecção fosse quase que imediata;

 

Castelo de Almourol, séc. XII

 

Ruínas do Castelo de Celorico da Beira

 

Castelo de Tomar

 

Castelo de Vila Viçosa: entrada, muralhas e fosso defensivo

 

 

- Foram ainda construídas torres defensivas, associadas aos mosteiros;

- Na arquitectura civil, a Domus Municipalis de Bragança recebe principal atenção. Era usada como local de reuniões e possuia um sistema recolector de água da chuva e uma cisterna para a armazenar.

 

Domus Municipalis de Bragança, sécs. XII-XIII

 

 

Publicado Por Cíntia Pontes às 19:14
Link do Post | Comentar | Adicionar Aos Favoritos '
|
14 Comentários:
De Ania Sofia a 10 de Julho de 2009 às 12:57
Parabens pelo blog.
Como aluna em História da Arte, este sitio ajuda-me imenso.
Força continua!
De agnès a 18 de Novembro de 2009 às 14:58
Parabéns pelas imagens e comentários. Eu gosto muito da arte portuguesa e é bom poder "espreitar" em páginas como esta porque nem sempre é possível visitar estas maravilhas.

Agnès
(Barcelona)
De ADRIANA SILVA DE OLIVEIRA a 29 de Abril de 2010 às 20:28
Vcs ñ tem curiosidades sobre arte romanica
Me Responda agora.
De Sky14029 a 22 de Junho de 2010 às 20:00
Blog muito interessante, com grande informação!
Só um reparo, e espero que não me leve a mal:
o -a no exemplo, vou escrever à minha mãe é com o acento grave, ou seja, `; enquanto que -há no exemplo, Há estrelas no céu, leva um acento agudo.
Regra geral, quando não leva o -h, o acento é sempre ao contrário.

Continuação!
De andrea maria afonso a 29 de Julho de 2010 às 15:31
Adorei as fotos e as informações! Meu pai nasceu em Bragança (que tive oportunidade de visitar com ele e sou museóloga do museu de Arte Sacra de São Paulo.
Parabéns!
Andrea
De sofas paços de ferreira a 5 de Março de 2011 às 16:54
Excelente colecção de fotografias.
Gostei muito.
De Bete do Intercambiando a 12 de Março de 2011 às 03:25
Menina
Porque paraste de escrever?
Teu blog é sensacional!
De emanuel a 17 de Março de 2011 às 18:23
Se gostam de arte medieval vejam este blogue
http://www.ideiasnoferro.blogspot.com
De viagra pharmacy a 27 de Julho de 2011 às 15:13
Excelente post!
De pharmacy a 19 de Agosto de 2011 às 20:37
Increible..
De 4rx a 9 de Setembro de 2011 às 14:19
Muy preciosa esta arquitectura me ancanta cada ves que yo voy a un lugar como esos a mi me gusta omar muchas fotos, tambien el estilo gotico es muy bello.

Comentar Post

« Mais sobre mim '

« Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

« Pesquise neste Blog '

« Posts Recentes '

« A Arte Medieval - Arte Ro...

« A Arte Medieval - Arte Ro...

« A Arte Medieval - Arte Pa...

« ACONTECIMENTO - A coroaçã...

« BIOGRAFIAS - São Bernardo

« A Arte Medieval (Contexto...

« Os frescos de Pompeia

« A Coluna de Trajano

« A Arte da Antiguidade Clá...

« A Arte da Antiguidade Clá...

« A Arte da Antiguidade Clá...

« ACONTECIMENTO - O incêndi...

« BIOGRAFIAS - O Romano Oct...

« A Arte da Antiguidade Cl...

« O Pártenon e Atena Niké

« O Estádio e o Teatro Greg...

« A Arte da Antiguidade Clá...

« A Arte da Antiguidade Clá...

« A Arte da Antiguidade Clá...

« ACONTECIMENTO - A Batalha...

« Arquivo '

« Março 2009

« Fevereiro 2009

« Janeiro 2009

« Dezembro 2008

« Novembro 2008

« Outubro 2008

« Setembro 2008

« Agosto 2008

« Julho 2008

« Junho 2008

« Maio 2008

« Abril 2008

« Março 2008

« tags

« todas as tags